Rio de Janeiro - 25_08 Brasília - 28_08 São Paulo - 31_08 (3).png

Feira EducationUSA reúne mais de 40 universidades em São Paulo

A Feira EducationUSA – São Paulo é uma feira estudantil anual que reúne de 30 a 50 universidades dos Estados Unidos, que permite que as pessoas interessadas em realizar um curso fora do país possam conversar com os representantes das universidades, estabelecendo desde já um relacionamento que pode ser essencial na hora de se candidatar, além de tirar dúvidas sobre o Application, Financial Aid, vistos, exames, e mais.

Então se você tem interesse em fazer uma graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado ou mesmo um curso de inglês ou extensão nos Estados Unidos, você tem que participar!

Data: 31/08/2019 | Horário: das 14h30 às 18h00

Local: Hotel InterContinental – Alameda Santos, 1.123 – Jardins, São Paulo

Inscreva-se gratuitamente aqui!

 

Transgender Students at United States Men’s and Women’s Colleges

By Devin McCarthy

Four traditional men’s colleges remain across the United States: Morehouse College, Hampden-Sydney College, Saint John’s University, and Wabash College. Only Morehouse accepts transgender men, and the school requires students to continue to identify as male for their entire time at the college in order to be eligible to graduate. While this policy is a significant step for the acceptance of transgender men nationwide, we are still clearly a long way from true recognition of the rights of trans men at American institutions.

Until recently, transgender women were barred from all women’s colleges in the United States. Calliope Wong made headlines in 2013 when she was denied entry into Smith College due to her biological sex and birth. Strong backlash caused women’s schools across the country to reconsider their admissions policy for trans women. Today, 26 of the 39 schools in the Women’s College Coalition accept at least some transgender women. However, these policies vary wildly. Some have very strict regulation as to which transgender women can be accepted, only a few admit trans men, and several admit non-binary students as well. Policies can be as inclusive as Mount Holyoke College, which accepts every student except those who were born biologically male and continue to identify as men, or as specific as Smith College, which accepts transgender women but notes that transgender men and gender-non-conforming students are not eligible for admission.

Barriers for transgender women at women’s colleges do not end after the admissions process, however. Trans women in athletics, for example, is still a hotly contested topic nationwide. The National Collegiate Athletics Association (NCAA) released guidelines for transgender women in 2010. These regulations state that students taking hormones must have received a diagnosis of “Gender Identity Disorder or gender dysphoria and/or Transsexualism”, an objectively outdated statement. Transgender women are also forced to take at least one year of testosterone suppression treatment before participating in athletics. These student-athletes face extreme criticism from the public and often do not feel fully accepted by their teammates or their institution as a whole. The constant accusations of “an unfair advantage” or “not belonging in the sport” can discourage transgender women and take the focus away from their athletic accomplishments.

Transgender students have to overcome all the usual challenges of a college student – difficult classes, roommate problems, homesickness – while also dealing with discrimination and often violence. These students experience sexual violence at a rate two to three times higher than that of their cisgender peers, and over one in four transgender people in the U.S. has been the victim of a bias-driven assault. Finally, many trans students, especially at men’s and women’s colleges where they are underrepresented, feel pressure to speak for and promote equal rights for transgender and gender-non-conforming students nationwide.

When school policy does not care for trans students, the burden of fighting discrimination falls on the individual students themselves. While progress is being made, institutions cannot just admit transgender students; they need to promote and enforce their rights.

Eventos de Junho – EducationUSA SP

#be proud (2)

Para se inscrever nos eventos que o EducationUSA – SP está organizando este mês, visite os links abaixo.

LEIA A DESCRIÇÃO NOS EVENTOS

Orientação Pré-Partida 

07/06 às 14h – Alumni Itaim

Depois de muito preparo, preenchimento de applications, envio de documentos e meses de espera pelos resultados, a tão sonhada admissão para uma universidade chegou! Conforme a tradição, ofereceremos a Orientação Pré-Partida, que será ministrada pessoalmente.

Ela aborda aspectos como choque cultural, vida no campus e vida acadêmica. Também tiraremos dúvidas a respeito do visto de estudante. Não perca!

Preparatório para o SAT 

27/06 às 14h – Alumni Jardins

Administrado pelo Devin McCarthy, aluno da University of Notre Dame, o Preparatório para o SAT irá abordar técnicas e estratégias para a realização da prova, assim como resolução em conjunto de questões de matemática, inglês e escrita da Essay.

SESSÕES GRATUITAS DE REVISÃO DE REDAÇÃO

06, 11, 18, 25 de Junho e 02 de Julho

das 15h às 17h  Alumni Jardins

As redações são extremamente importantes para a aplicação às universidades americanas. E aí, já começou a escrever as suas? Essa é sua oportunidade de ter uma revisão individual e gratuita!

Devin McCarthy, aluno da University of Notre Dame, fará atendimentos de 30 minutos para te ajudar a aperfeiçoar suas redações.

 

 

 

O que saber sobre Summer Terms

Because we are all equal (1)

*Term é o nome dado para o tempo que algo dura, no caso, o nome dos períodos nos quais os anos acadêmicos são divididos. (equivalência: trimestre, semestre, etc)

Sendo um aluno internacional, é muito importante pensar em como você pretende passar suas férias de inverno (que acontecem naquela época do natal e ano novo, durando de 3 a 6 semanas) e suas férias de verão (que geralmente duram 3 meses, de junho a agosto).

Muitas universidades oferecem cursos durante as férias valendo créditos acadêmicos. Então enquanto algumas pessoas escolhem viajar ou visitar a família,  há também os que escolhem participar de algumas aulas.

E há algumas coisas que você deve saber sobre se você está considerando em ficar na universidade durante o Summer Break.

O crédito das aulas podem contribuir para o seu Status de Tempo Integral.  Alunos Internacionais sob o visto F1 têm que estar matriculados em cursos de no mínimo 12 créditos por semestre durante o ano acadêmico.  E algumas universidades, durante os Winter e Summer Terms, os créditos podem ser usados para completar as horas durante o curso regular. O que significa que você não precisa participar de tantas aulas durante o semestre.

Alunos Internacionais podem pagar a mesma quantia que os estudantes americanos.  Muitas dessas aulas não estão inclusas na tuition que o aluno paga anualmente, mas caso você escolha participar desses cursos, você pode vir a pagar o mesmo que um aluno residente dos EUA, mesmo em universidades estaduais. (Mas sempre cheque com a universidade. E caso você tenha bolsa, também é bom conferir se a sua bolsa cobre Summer e Winter Terms).

Você pode cursar em outra universidade que não a sua. Como às vezes as opções de cursos nas universidades são limitadas, o aluno tem a opção de cursar em outras universidades que oferecem as aulas com créditos acadêmicos.

Quer saber mais? Leia o artigo original aqui.

 

 

Graduate Personal statement vs. Undergraduate Essay

notes macbook study conference

Quando pensamos em redação, logo pensamos nos temas complexos do ENEM e em como não podemos expressar nossas opiniões; apenas avaliar os fatos e discorrer sobre o assunto de maneira impessoal e pouco reflexiva.

Como parte do processo de admissão para uma universidade americana, seja para graduação ou pós-graduação/mestrado/doutorado, é necessário que o candidato escreva uma ou mais redações com temas propostos pela universidade.

Continuar lendo Graduate Personal statement vs. Undergraduate Essay

ROAD SHOW – CAMPINAS

Because we are all equal

No próximo sábado (06/04/2019) a EducationUSA realizará uma feira onde você terá acesso a informações sobre:

  • cursos de inglês
  • cursos de curta duração
  • programas de graduação
  • programas de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Além de poder conversar com os diretores de admissão das universidades e representantes de diversos programas dos EUA, você ainda pode assistir a palestras gratuitas sobre o processo de admissão para universidades americanas, as provas necessárias para se candidatar e o processo de solicitação do visto de estudante.

O evento é gratuito! Basta se inscrever aqui.

Saiba quais universidades estarão presentes e já se prepare para o evento. ⇓⇓⇓

Continuar lendo ROAD SHOW – CAMPINAS

Fiquei na waitlist, e agora?

O que fazer caso você caia na waitlist de uma universidade americana?

Bom, agora você tem duas opções:

  • Não aceitar ficar na lista de espera. Se optar por essa escolha, comunique à universidade que não deseja ficar na waitlist. ariana grande.gif

 

  • Aceitar ficar na lista de espera. Caso escolha essa opção, é recomendável que você siga os seguintes passos:

giphy

 

  1. Escreva uma carta de interesse para o escritório de admissão: Comece agradecendo a universidade por ainda estar considerando deixar você na waitlist e que realmente desejaria fazer parte da turma daquele ano. Seja específico, sempre!  Essa é a hora de mencionar outras conquistas, prêmios e atividades extracurriculares que você possa ter começado desde o envio da sua candidatura. Enfatize seu interesse pela instituição e mostre porque você é um excelente candidatx para a universidade.
  2. Mostre-se abertx para uma possível entrevista adicional (ou primeira): Uma entrevista pode ajudar muito xs candidatx que caem na lista de espera. Como esse período é muito caótico para os escritórios de admissão das universidades, é importante que você seja formal e delicado ao sugerir essa entrevista!
  3. Envie o histórico escolar final (se não enviou anteriormente). Ter o histórico final completo, demonstra que você se comprometeu em avisar a universidade do seu último semestre na escola e agora a universidade tem toda a documentação completa para tomar uma decisão.

 

Agora é com você! Escreva sua “carta de interesse” o quanto antes! Boa sorte!

giphy (1)

Inscrições do Programa Oportunidades Acadêmicas – Graduate encerram amanhã (25/01/19)

As inscrições para o programa Oportunidades Acadêmicas, nível de Pós-Graduação (Graduate Programs) financiado pelo Departamento de Estado dos EUA e oferecido no Brasil através da rede EducationUSA, estão abertas até amanhã, 25 de janeiro. Para alunos interessados em fazer um mestrado ou doutorado completo nos EUA.

O programa visa apoiar estudantes academicamente qualificados, mas sem condições financeiras, no processo de candidatura sendo o objetivo final que consigam admissões com bolsas de estudos em universidades nos Estados Unidos.

oppopp2

INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 25 DE JANEIRO DE 2019

COMECE SUA INSCRIÇÃO AQUI

 Entre em contato para tirar suas dúvidas: candidatura_oa@educationusa.org.br.

O blog da sua fonte oficial de informações sobre estudo nos Estados Unidos