Gente como a gente

O começo é difícil, e é difícil pra todo mundo. É normal estar se sentindo confuso, perdido e assustado. Mas se for esse o seu caso (e sabemos que provavelmente é)…

DON’T PANIC!

dont-panic

A Gabriela compartilhou com a gente a história inspiradora de como ela superou os percalços do application process, e da delícia de perceber que todo esse desespero vale super a pena. Não acredita? Veja por si mesmo:

Tudo sobre como a Gabi decidiu estudar no exterior

Uma vez que você decide que quer estudar fora e passa a se preocupar com o processo de application, a noção real da experiência que você vai ter, caso atinja seu objetivo, começa a ficar cada vez mais embaçada. É curioso, quanto mais você se acostuma àquele vocabulário que quem está se preparando pra estudar fora aprende, de “SAT practice tests”, “personal statements”, “common app”, “dream–reach–safety schools”, menos você se preocupa com o que de fato vai acontecer depois de você receber o e-mail com o tão almejado “Congratulations!”.

Naturalmente, se você já está fundo no processo de application, é porque já se convenceu de que o tempo gasto com as (aparentemente intermináveis) fases da application não é tempo gasto, mas investido num futuro que você quer que seja seu, então uma vez completa a lista das instituições para as quais você planeja aplicar, não há por que caraminholar sobre esse futuro que ainda nem chegou.

484px-Lol_question_mark

Mas depois do “Congratulations!” isso muda. O interminável processo de application não só terminou há meses, como culminou precisamente naquilo que você queria, no seu objetivo. E agora? E agora, que o futuro hipotético deixa de ser um sonho ou possibilidade e vira uma certeza? E depois, quando esse futuro certo passa para o presente e você se encontra sozinho no primeiro dia de orientation num país que não é o seu, com pessoas que não são “as suas”, se perguntando se você realmente pertence àquele lugar?

Eu estou me referindo aqui a dois momentos diferentes: o de decidir para que instituição você vai, e o de lidar com a decisão (as decisões, todas elas) que você tomou. Ambos os momentos pressupõem uma espécie de retorno aos primeiros passos do processo de application; respectivamente, à delineação da lista de colleges e universities que seriam um bom “fit” pra você, e à tão básica pesagem entre os prós e os contras de estudar fora, cujo resultado foi afinal o que lhe conduziu para a odisseia de essays e testes e recommendation letters e etc etc etc que, graças a Deus, já ficou pra trás.

Como para cada um esses dois momentos são íntimos e diferentes, vou contar um pouco de como eles foram para mim. É bem possível que vocês não tenham as mesmas dúvidas e não se encontrem em situações parecidas com as minhas. Ao contrário, se vocês se reconhecerem na minha narrativa, espero que o que eu vou contar lhes seja útil, ou que pelo menos tire um pouco do stress que o peso das decisões e transições bruscas costumam colocar sobre nós.

Depois de aceita por algumas instituições, rejeitada por outras e waitlisted por mais outras, eu estava em dúvida entre a Brown University e a University of Pennsylvania. Já havia feito toda a pesquisa necessária e até visitado as universidades. A mim, pareceu que, no fim das contas, ambas as universidades eram fortes na área de arts & humanities, que era aquela que mais me interessava, e tentar definir qual era a “melhor” era buscar pelo em ovo, ou no mínimo uma atividade subjetiva demais para ser quantificável.

Ficou ansioso pelo fim de história? Na semana que vem, a Gabi conta mais sobre como ela escolheu a universidade certa (e como ela percebeu que aquela era a certa).

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s