A opção chamada Gap Year

O que é um Gap Year?

Gap year é quando um aluno faz a opção por não começar a faculdade imediatamente após se formar no Ensino Médio. Seja pelo motivo que for, e existem milhares de possíveis razões, um gap year pode ser uma boa oportunidade para se desenvolver e preparar para seus próximos passos.. Programas no exterior, oportunidades de estágio, projetos pessoais e iniciativas sociais, nacionais ou internacionais, são apenas alguns caminhos a percorrer na sua jornada de autodescobrimento e aprendizado.

backpack_city
Gap Year e o calendário educacional brasileiro

Nos Estados Unidos, o ano letivo tem início em setembro e termina em junho. Por isso, alunos que se formam em uma escola que siga o calendário brasileiro (fevereiro – dezembro) terão quatro meses a mais no seu gap year do que alunos americanos.

Para aproveitar bem esse tempo e ter uma experiência rica, significativa e satisfatória um bom planejamento é imprescindível. . O foco deve ser o seu crescimento e as atividades extracurriculares com as quais você vai preencher os meses por vir, pois a garantia de entrada em uma universidade não existe de modo que faça essa experiência única para você, independente do resultado.

timeline

6 verdades sobre um Gap Year

1) Decidir é preciso

Hoje em dia, é difícil abrir mão de um ano inteiro da sua vida acadêmica para “perambular”. Mas o gap year não é isso. É uma oportunidade de amadurecer antes de tomar o que talvez seja a decisão mais importante da sua vida: o que você vai ser quando crescer. O que pode parecer  uma grande perda de tempo, pode na verdade ser um intervalo saudável em que você poderá se dedicar a interesses além da vida acadêmica.

tough_decisions

2) Defender a sua decisão

Depois de entender os benefícios do gap year, talvez seja necessário provar para seus pais e amigos que um gap year não é um desperdício. O apoio e compreensão deles pode ser decisivo. É importante que sua família entenda a maturidade e independência que você pode adquirir com essa vivência e a responsabilidade que recai sobre você ao perceber que apenas você pode fazer com que o gap year valha a pena. Tudo isso são coisas que acrescentam não só ao seu currículo, mas ao tipo de adulto que você vai ser.

strategy

3) Financiar a empreitada

Embora nos Estados Unidos seja algo comum estudantes de ensino médio conseguirem economizar dinheiro para investir no gap year, isso não faz parte da cultura brasileira de modo geral, por uma série de motivos: currículo escolar, carga horária dos empregos de meio-período, leis trabalhistas e por aí afora. Isso quer dizer que, além de pensar em financiar seus estudos, é mais provavel que seus pais também tenham de arcar com algumas despesas do gap year. Calcular os gastos com cuidado, pesquisar maneiras de receber auxílio financeiro  e apresentar um planejamento bem feito são algumas de nossas sugestões de como lidar com finanças. Tudo faz parte do processo de amadurecimento que normalmente se espera realizar no gap year.

world_of_opportunity

4) Gap year não combina com sofá

Se seu gap year inclui mais horas no sofá e computador que trabalho suado, reconsidere. O segredo de um gap year proveitoso é NÃO encará-lo como um “break”, e sim como o projeto mais importante da sua vida.

Competir com alunos recém-saídos do Ensino Médio, que têm acesso aos conselhos de orientadores e professores, pode dificultar um pouco seu processo de application para universidades americanas. Por outro lado, um gap year bem planejado vai conferir a você uma maturidade acadêmica que não só o diferenciará dos demais concorrentes, como também fará com que você aproveite melhor seu tempo na faculdade.

asia_map

5) Defender (de novo) a sua decisão

Se mal aproveitado, esse ano pode ser visto como uma perda de tempo pelos escritórios de admissão das universidades. Cabe a você preenchê-lo de modo a incrementar seu currículo acadêmico com uma experiência que seja valiosa para você e para a instituição onde pretende se matricular. É seu trabalho demonstrar que seu gap year foi o mais produtivo possível.

school_of_life

6) Se tudo der certo, desfrutar dos benefícios

Por mais controversa que seja a decisão de tirar um gap year, e por mais difícil que seja executá-la, dificilmente ela fará de você uma pessoa pior. A dificuldade do processo é prova de que você está fazendo algo importante, cujos frutos podem ser colhidos pelo resto da vida: autoconhecimento e determinação. Por isso, se você conseguir superar todos os obstáculos, invista em projetos que realmente te interessam; descubra suas prioridades e valores; e viva experiências novas para ter na memória e no currículo.

top_of_the_world

Vale lembrar que o gap year é normalmente uma decisão feita por alunos que não foram aceitos por suas Dream Schools na primeira tentativa. O tempo extra para preparação também é bem-vindo para aqueles que não conseguiram fazer o application a tempo ou por algum motivo não conseguiram completá-lo. Esta é a sua chance de investir em você, fazer descobertas e de quebra, se destacar na sua proxima tentativa de aplicar para universidades americanas.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s