FEIRAS DE ESTUDOS: Manual do Participante

Setembro é um mês atribulado. Para muitos, é o momento de começar a avaliar as possibilidades e de se informar a respeito delas para, mais adiante, poder tomar uma série de decisões que fazem parte do application process: por onde começar? Para que universidades aplicar? E para que semestre? Como selecionar meu curso?

As feiras podem ser uma ferramenta muito útil ao buscar essas respostas; nelas, você encontra informação de diversas fontes confiáveis e abre caminho para iniciar (ou continuar) sua candidatura com confiança. Mas isso, se você abordá-las da forma correta. Abaixo, listamos algumas sugestões para que você aproveite todos os recursos que estarão à sua disposição nos próximos meses:

Pick your battles!

cats-with-thumbs-cravendale-military-strategy

Com tantas feiras acontecendo, talvez você queira ir a todas e juntar o máximo de informação que puder. Não é impossível, mas o mais provável é que você acabe com algumas peças de diversos quebra-cabeças, sem conseguir completar nenhum.

Leia com cuidado os disclaimers de cada feira, atendando-se principalmente ao público-alvo e convidados. Com base nisso, decida se a feira serve aos seus objetivos e se lhe interessa interagir com as outras pessoas que participarão dela.

Time management!

antique-clock-wallpaper-mobile-whj

A vida do candidato a estudos nos Estados Unidos é corrida o suficiente; você não precisa, além de tudo, se prejudicar por mau planejamento. Saber a que feiras comparecer e quais deixar passar é um começo importante, mas você também precisa decidir o que vai fazer depois de chegar lá.

Comece por aceitar que dificilmente você vai conseguir fazer tudo o que a feira oferece. Algumas palestras coincidiram com outras, que acontecerão no mesmo horário de uma apresentação, que terminará logo depois de o representante com quem você queria conversar ir embora. Para evitar isso, na medida do possível, é importante saber de antemão de que eventos você *precisa* participar, que estandes você pretende visitar e que informações de que você necessita serão oferecidas, e em quais palestras. Não se esqueça de reservar tempo para transitar entre um evento e outro, uma vez que o grande número de participantes pode dificultar o tráfego.

Do your homework!

dollarphotoclub_88209951-1024x826

Outra dica importante para economizar o seu tempo e o de todos os outros participantes é pesquisar um pouquinho sobre as universidades e instituições que estarão presentes na feira. Fazendo isso, você decide com antecedência quais lhe interessam, e evita perder tempo visitando estandes que não lhe servem. Não só isso: você faz também melhor uso do tempo dos representantes, que poderão usar sua visita para responder a perguntas importantes, e cujas respostas você não poderia facilmente encontrar em outro lugar.

Stick to the plan!

Agora que seu plano está traçado, vem um outro desafio: ater-se à rota que você estipulou. São muitos expositores e corredores por onde se perder, e por isso é importante saber para onde ir. Para isso, os mapas que normalmente os organizadores dessas feiras distribuem aos visitantes são de muita ajuda. Veja se estão discriminadas as universidades que ocupam cada estande e grife ou circule as que você planejou visitar. A partir daí, fica claro qual é o melhor caminho a percorrer, e você ainda pode aproveitar a oportunidade para incluir algo que possa ter passado despercebido na trajetória original.

Make room to improvise!

a-baa-funny-improvised-boat

Tudo o que foi dito no parágrafo anterior é importantíssimo, mas isso não quer dizer que não se possa abrir exceções. Não existe organização perfeita, e a sua não será a primeira, nem tampouco a da feira. Tanto pode haver coisas que você achou desnecessárias, mas que chamaram sua atenção no momento da feira, quanto pode haver alterações de última hora no programa da feira. Não é inteligente deixar de ver essas coisas porque não estão milimetricamente planejadas no seu itinerário. Agora que você já se organizou e pesquisou o que precisava saber antes de chegar à feira, confie um pouco no seu instinto.

Stay in touch!

et-phone-home-anyclip-jpg_imagen_jpeg_570_c397_360_pixels_-_2014-11-07_18-11-471

A feira acabou, mas ainda não é hora de relaxar. Mantenha o foco durante toda a sua visita, tomando nota daquilo que lhe interessar e até do que você tiver certeza que vai descartar mais tarde. Ao chegar em casa, você precisará saber o que guardar e o que jogar fora. Feito isso, separe os materiais que escolheu manter e passe as informações centrais para um arquivo (seja num caderno ou num computador), que deve incluir as instituições que lhe interessaram, o contato do representante que lhe atendeu, os cursos e aspectos da instituição que mais lhe chamaram a atenção e o que mais você julgar relevante. Isso lhe possibilitará manter o contato mais adiante.
tumblr_ne0hbn1i4t1tq4of6o1_500

Claro que não é preciso seguir tudo à risca: não há fórmula mágica para nenhuma etapa do processo de aplicação, e esta não seria exceção. Estas dicas são apenas um bom começo em que se basear para criar a sua própria estratégia para abordar os eventos de que você for participar.

No dia 26/set, você já pode testar este manual na Feira EducationUSA 2016 em São Paulo. Ela acontecerá entre as 17h e as 21h, no Hotel Intercontinental, e as inscrições podem ser feitas neste link: http://www.educationusafair.org/sao-paulo/.

Está interessado, mas não é de São Paulo? Acesse http://www.educationusafair.org/ e veja se sua cidade está no roteiro da Feira EducationUSA.

Aguardamos você lá!

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s