Masters of Business Administration

Nos Estados Unidos, o MBA é um programa de mestrado, de um ou dois anos.

Por isso, ele é bem diferente do que chamamos de MBA no Brasil, porque aqui eles costumam ser cursos de pós-graduação lato sensu.

Um dos grandes destaques desse tipo de programa é a diversidade de pessoas na sala de aula e no campus.
  • As universidades chegam a ter 30-40% de alunos internacionais.
  • Esses alunos vêm de todos os continentes e de diferentes áreas profissionais.
  • A cultura de sala de aula nesses programas é extremamente global e colaborativa.

Toda essa diversidade enriquece muito as conversas e discussões dentro e fora da sala de aula. Muitas pessoas também procuram um MBA para mudar de profissão, o que é completamente possível.

Outro grande diferencial em comparação aos programas no Brasil é passar a fazer parte do Alumni Network (grupo de ex-alunos) de milhares de pessoas depois de terminar o curso.

Existem alguns tipos diferentes de MBA, dependendo do tempo de experiência profissional e/ou propósito do(a) aluno(a) internacional:
  • Full-time;
  • Executive;
  • Global / Cross Continent Executive.

A grade curricular é dividida em core classes (que são obrigatórias) e disciplinas eletivas. O formato da aula muitas vezes é baseado em Case Studies, além de palestras e aulas teóricas.

A flexibilidade para escolher as eletivas ajuda o(a) aluno(a) a focar na sua área de concentração ou especialização. Alguns exemplos, dentre dezenas de outras opções, são:

  • Empreendedorismo;
  • Private Equity;
  • Consultoria;
  • Mercado Financeiro;
  • Mercado de Luxo.

Essa áreas são escolhidas de acordo com o plano de carreira do(a) aluno(a) para que ele(a) possa ingressar no mercado de trabalho com uma maior taxa de sucesso no final do programa.

Além de eletivas, muitas universidades oferecem:
  • A chance de participar de projetos de consultoria nos EUA ou no exterior com empresas globais;
  • Intercâmbio com outras universidades;
  • Dupla diplomação;
  • Estágios de verão;
  • Programas focados em liderança;
  • Programas com prêmios para começar sua própria empresa.

Isso tudo além de atividades oferecidas dentro do campus, como os student clubs.

Os requisitos mínimos para fazer um MBA geralmente são:
  • Nível superior (graduação de pelo menos 4 anos);
  • De 3 a 5 anos de experiência profissional,
  • Inglês avançado ou fluente.

Alguns programas também buscam pessoas com experiência com foco internacional e evidência de liderança no seu background.

A concorrência para as vagas nas universidades que são consideradas Top Business Schools nos rankings mundiais é muito alta. Por isso, é extremamente importante que o candidato comece a se preparar para sua candidatura com um ano de antecedência.

Além disso, as escolas procuram perfis específicos. Portanto, é fundamental traçar uma estratégia e conhecer bem as que você pretende aplicar.

Por exemplo, existem programas em universidades menores ou menos conhecidas que são consideradas experts em algumas indústrias. Programas focados em indústria de energia, marketing esportivo, terceiro setor ou recursos humanos são alguns exemplos.

Neste caso, se candidatar para programas mais alinhados com sua experiência e seus objetivos profissionais lhe darão melhores chances de ser aceito.

Para o processo de admissão será necessário:

  • Fazer prova do GMAT ou GRE (mede suas habilidades quantitativas, verbal, de redação analítica e raciocínio integrado);
  • Fazer o TOEFL ou IELTS (conhecimento de inglês);
  • Traduzir o histórico da faculdade e/ou pós-graduação;
  • Enviar seu currículo;
  • Pedir duas cartas de recomendação;
  • Preencher o online application;
  • Escrever essays pedidas por cada universidade.

No ano passado, convidamos a representante da Yale School of Management para falar um pouco sobre o processo de admissão. No post, ela fala sobre cada um desses itens do ponto de vista de uma universidade.

Em relação a financiamento, algumas universidades oferecem empréstimos para alunos internacionais admitidos com e sem co-signer americano.

Existem ainda diversas bolsas por mérito acadêmico.

Os critérios incluem as notas da faculdade e os resultados do GMAT/GRE e TOEFL, além de motivação e experiência demonstradas nas demais partes do application.

Durante o programa de MBA, não é permitido trabalhar a não ser em um estágio de verão, que pode ser remunerado.

No entanto, depois de terminar o seu programa, o visto de estudante permite que você permaneça nos EUA por mais um ano se você conseguir uma vaga de trabalho.

Isso permite que, no final, você volte ao Brasil com seu diploma de MBA e ainda experiência profissional internacional.

Existem muitos motivos para fazer um MBA nos Estados Unidos.

O importante é escolher as universidades que vão proporcionar a melhor experiência acadêmica e dar as ferramentas para você atingir seus objetivos profissionais.

Você pode começar a sua pesquisa usando o GradSchools.com, e também agendar uma Orientação Individual para ajudar a traçar o seu perfil, montar uma estratégia e obter auxílio com os outros passos do application.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s