Arquivo da categoria: Graduate Studies

Pós-graduação nos EUA

Transgender Students at United States Men’s and Women’s Colleges

By Devin McCarthy

Four traditional men’s colleges remain across the United States: Morehouse College, Hampden-Sydney College, Saint John’s University, and Wabash College. Only Morehouse accepts transgender men, and the school requires students to continue to identify as male for their entire time at the college in order to be eligible to graduate. While this policy is a significant step for the acceptance of transgender men nationwide, we are still clearly a long way from true recognition of the rights of trans men at American institutions.

Until recently, transgender women were barred from all women’s colleges in the United States. Calliope Wong made headlines in 2013 when she was denied entry into Smith College due to her biological sex and birth. Strong backlash caused women’s schools across the country to reconsider their admissions policy for trans women. Today, 26 of the 39 schools in the Women’s College Coalition accept at least some transgender women. However, these policies vary wildly. Some have very strict regulation as to which transgender women can be accepted, only a few admit trans men, and several admit non-binary students as well. Policies can be as inclusive as Mount Holyoke College, which accepts every student except those who were born biologically male and continue to identify as men, or as specific as Smith College, which accepts transgender women but notes that transgender men and gender-non-conforming students are not eligible for admission.

Barriers for transgender women at women’s colleges do not end after the admissions process, however. Trans women in athletics, for example, is still a hotly contested topic nationwide. The National Collegiate Athletics Association (NCAA) released guidelines for transgender women in 2010. These regulations state that students taking hormones must have received a diagnosis of “Gender Identity Disorder or gender dysphoria and/or Transsexualism”, an objectively outdated statement. Transgender women are also forced to take at least one year of testosterone suppression treatment before participating in athletics. These student-athletes face extreme criticism from the public and often do not feel fully accepted by their teammates or their institution as a whole. The constant accusations of “an unfair advantage” or “not belonging in the sport” can discourage transgender women and take the focus away from their athletic accomplishments.

Transgender students have to overcome all the usual challenges of a college student – difficult classes, roommate problems, homesickness – while also dealing with discrimination and often violence. These students experience sexual violence at a rate two to three times higher than that of their cisgender peers, and over one in four transgender people in the U.S. has been the victim of a bias-driven assault. Finally, many trans students, especially at men’s and women’s colleges where they are underrepresented, feel pressure to speak for and promote equal rights for transgender and gender-non-conforming students nationwide.

When school policy does not care for trans students, the burden of fighting discrimination falls on the individual students themselves. While progress is being made, institutions cannot just admit transgender students; they need to promote and enforce their rights.

Inscrições do Programa Oportunidades Acadêmicas – Graduate encerram amanhã (25/01/19)

As inscrições para o programa Oportunidades Acadêmicas, nível de Pós-Graduação (Graduate Programs) financiado pelo Departamento de Estado dos EUA e oferecido no Brasil através da rede EducationUSA, estão abertas até amanhã, 25 de janeiro. Para alunos interessados em fazer um mestrado ou doutorado completo nos EUA.

O programa visa apoiar estudantes academicamente qualificados, mas sem condições financeiras, no processo de candidatura sendo o objetivo final que consigam admissões com bolsas de estudos em universidades nos Estados Unidos.

oppopp2

INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 25 DE JANEIRO DE 2019

COMECE SUA INSCRIÇÃO AQUI

 Entre em contato para tirar suas dúvidas: candidatura_oa@educationusa.org.br.

Vocabulário de Direito

Quem não ama How To Get Away With Murder, Law and Order e Suits? Séries com advogados e julgamentos são incríveis, não?!

Então vamos entrar um pouco mais nessa atmosfera e descobrir as nomenclaturas usadas por nossos personagens favoritos!

ACQUIT “Absolver”

Resultado de imagem para im innocent gif

Este é o termo utilizado para declarar que uma pessoa não é culpada, ou seja, não cometeu o crime do qual a acusam.

ATTORNEY “Advogado”

Resultado de imagem para gif annalise in court

É a pessoa que vai em nome de outro que o contrata em favor de seus direitos legais.

CHARGE“Acusar”

Resultado de imagem para your fault gif

Assumir que a pessoa cometeu, de fato, um crime.

COURTROOM“Tribunal”

Resultado de imagem para gif courtroom suits

É o local onde ocorrem as sessões dos julgamentos.

DEFEND“Defender”

Resultado de imagem para gif defend

Falar ou testemunhar em favor de uma pessoa que foi acusada com o objetivo de provar que ela não é culpada.

JUDGE“Juiz”

Resultado de imagem para gif judge

A pessoa que toma as decisões legais nos julgamentos do tribunal.

JURY“Júri”

Resultado de imagem para gif jury

Grupo de pessoas que são chamadas ao tribunal para ouvir os fatos apurados do caso e decidir se considera o réu culpado ou não.

PROSECUTE“Processar”

Resultado de imagem para gif prosecute

Formar uma ação legal contra uma pessoa ou organização por alegar que cometeram um crime ou não respeitaram a lei.

TESTIFY“Testemunhar”

Resultado de imagem para gif witness

Ir ao tribunal falar sobre fatos que você sabe, viu ou sofreu.

WITNESS“Testemunha”

Resultado de imagem para gif witness

Pessoa que viu algo acontecer e vai ao tribunal testemunhar o fato para incrementar as provas do julgamento.

 

5 steps to study in the USA

O EducationUSA, órgão afiliado à Embaixada Norte-Americana e sua fonte oficial de informação sobre estudos nos Estados Unidos, acredita em cinco passos principais para você alcançar seu objetivo de estudar no exterior. E como nossa missão é facilitar todo esse processo para você, vamos falar um pouco sobre cada um deles.

1. Research your options

O primeiro passo da sua jornada para ir estudar nos Estados Unidos é encontrar a sua instituição. Você sabia que são mais de 4.000 instituições de ensino no país? Isso mesmo! Então como encontrar a melhor universidade para você?

O que nós acreditamos é que você tem que buscar pela universidade que mais se encaixa no seu perfil – perfect fit! Tudo bem a gente sonhar com Harvard e Yale, tudo bem a gente querer estudar em Columbia ou Brown. Mas estas instituições têm a ver com você? Muitas vezes, por sempre ouvirmos estes nomes em filmes, propagandas, reportagens e rankings, achamos que apenas estas instituições são boas. E elas são mesmo! Mas dentro do enorme número de instituições do país, sabemos que muitas outras ali são tão incríveis quanto.

Então, o que a gente quer dizer é: encontre uma instituição que se encaixe com o seu perfil em todos os sentidos – acadêmico, econômico e pessoal. Deste modo o seu sonho de estudar nos Estados Unidos ficará muito mais próximo de acontecer! Por isso, quando estiver montando a sua College List, sempre pense no porquê você quer estudar nos Estados Unidos? Onde seria a melhor localidade? Quais colleges ou universidades de encaixam nos seus requisitos? Há ou não a necessidade de aplicar para uma bolsa de estudos? Quais são os prazos do application? 

Para te ajudar nesse processo, você pode utilizar dois sites:

https://studyinthestates.dhs.gov/school-search 

https://bigfuture.collegeboard.org

Não se esqueça, também, dos testes de proficiência (TOEFL ou IELTS) e acadêmicos (SAT ou ACT) que a sua universidade pode exigir. Esteja atento com as datas, preparação e realização dos testes dentro dos prazos do application. Você pode saber mais sobre estes exames aqui.

2. Finance your studies

O segundo passo deste processo é saber como você vai financiar o seu intercâmbio. Lembrando que os custos para estudar nos Estados Unidos são altos e você terá que comprovar como pagará por eles antes mesmo de sair do país. Então, logo após escolher a sua instituição, já comece a procurar programas de Financial Aid e outros tipos de bolsas da instituição.

Há uma enorme quantidade de tipos de bolsa para as quais você pode aplicar, lembrando que o application para bolsas de estudo ocorre junto ao processo geral de aplicação. Isso exige uma grande disciplina com relação à toda documentação necessária e prazos, pois o processo é bem concorrido e qualquer atraso pode prejudicar seu processo.

Dica: os custos para estudar nos Estados Unidos variam muito de região para região. Subúrbios e áreas rurais e as regiões South e Midwest normalmente têm custos de vida mais baixos. Busque por mais de um local e sempre tente variar para poder comparar os preços e ver qual deles se encaixa melhor no seu orçamento!

Para encontrar alguns tipos de bolsas de estudo disponíveis, acesse https://educationusa.state.gov/find-financial-aid

3. Complete your application

Sabemos que o processo de application é bem holístico e diferenciado do processo para ingresso no estudo superior que acontece aqui no Brasil. Por isso, fique sempre ligado nos prazos e requisitos de cada instituição para as quais você realizará sua aplicação.

Além disso, há uma lista de documentos básicos que são requeridos nesse processo, como cartas de recomendação, personal statements, históricos escolares ou de graduação e diplomas. Tente deixar tudo isso organizado e traduzido (inclusive, o EducationUSA pode te ajudar com isso aqui) para evitar imprevistos.

4. Apply for your student VISA

Agora que você já completou os passos anteriores, pode partir para o processo de retirada do visto – neste caso, o visto é de estudante – F, J ou M -, o visto de turista não tem validade para estudar a longo prazo nos Estados Unidos -. Nesta etapa, o Consulado dos Estados Unidos que te auxiliará.

Você pode esclarecer dúvidas e pedir mais informações através dos sites:

https://travel.state.gov/content/travel/en/us-visas.html

https://studyinthestates.dhs.gov/students

5. Prepare for your departure

E, finalmente, prepare-se para sua viagem! Com seu application pronto, sua carta de aceitação e toda documentação necessária, o último passo dessa caminhada consiste na organização geral para viajar e o EducationUSA pode te ajudar com isso.

Através da nossa Pre-Departure Orientation você vai ter acesso às informações sobre sua viagem, o que esperar desta experiência, auxílio com mudanças, adaptação e cultura local, no geral, uma preparação para sua nova vida neste período no exterior. Contate o centro mais perto de você para saber quando será o próximo evento!

BOA SORTE!

Veterinária, Direito, Medicina e Odontologia nos Estados Unidos

O sistema de estudo dos Estados Unidos tem muitas diferenças quando comparado com o brasileiro. Além do processo mais holístico de aplicação, alguns cursos apresentam dificuldades e obstáculos. Estes cursos, muito buscados, são veterinária, direito, medicina e odontologia.

Para começar, a primeira diferença é que estes cursos, que no Brasil se caracterizam por cursos de graduação, nos Estados Unidos são cursos vistos como uma pós. Ou seja, para você ser veterinário, advogado, médico ou dentista, você faz um ciclo básico de estudo numa graduação normal (pre-vet, pre-law, pre-med e pre-dental), fazendo os créditos necessários e, depois, aplica para os cursos de pós e especialização nestas áreas.

Mas, se você faz um destes cursos e tem o sonho de estudar ou exercer a profissão nos Estados Unidos, vamos apresentar aqui algumas opções:

1. Veterinária

Resultado de imagem para gif veterinary

O primeiro passo para fazer veterinária nos Estados Unidos é verificar se a sua instituição de ensino é reconhecida pela AVMA – você pode fazer isso através do link https://www.avma.org/ProfessionalDevelopment/Education/Foreign/Pages/ECFVG-world-colleges.aspx.

Se a sua universidade é reconhecida, então você poderá realizar o processo de validação e aplicação. A validação do diploma é feita por duas organizações, ECFVG e o PAVE e você deverá ter uma das provas de fluência do inglês – TOEFL ou IELTS. Tendo isso, você segue para a fase de avaliação dos conceitos do curso. Isso ocorre pelos exames  teóricos do BCSE – Basic Clinical Science Examination ou QE – Qualifying Examination e pelos exames práticos do CPE – Clinical Proficiency Examination ou CSAE – Clinical Skill Assessment Examination. E, por fim, a última prova, o NAVLE.

E depois de todo este processo, finalmente, você pode exercer a profissão de veterinária(o) nos Estados Unidos!

2. LL.M. – Master of Laws

Resultado de imagem para gif how to get away with a murderer

O LL.M., curso de pós-graduação em direito nos Estados Unidos, é uma ótima opção para quem quer ter a oportunidade de estudar direito no exterior! Ele dura mais ou menos um ano e oferece ao aluno a oportunidade de realizar muito networking e obter uma noção teórica e prática do direito internacional, principalmente sobre Common Law.

Para aplicar para os programas de LL.M. é necessário, primeiramente, escolher as instituições para as quais o candidato vai querer aplicar, porque não são todas as instituições que oferecem este tipo de curso. O candidato deve realizar o exame de proficiência da língua inglesa, TOEFL ou IELTS, e também organizar os documentos solicitados pela instituição, todos traduzidos para o inglês – como o histórico de graduação, diplomas, certificados, etc. Em termos gerais, o processo é bem similar ao de aplicação para um mestrado no exterior, mas toda a aplicação é realizada pelo sistema LSAC – The Law School Admission Council.

3. Residência Médica

Resultado de imagem para gif greys anatomy

Como não há a possibilidade de validação de um diploma de medicina cursado no exterior para atuar na profissão nos Estados Unidos,  uma opção é a residência médica. O processo para realizar residência médica nos Estados Unidos é um pouco difícil e demorado. Ele conta com toda uma validação de conhecimentos que você deve ter adquirido previamente, fora os requisitos de aplicação para a oportunidade. Mas todos os anos há uma grande quantidade de alunos internacionais que são admitidos para ter essa experiência no exterior.

Para isso, primeiro você precisará do ECFMG certificate, uma espécie de validação de diplomas que acontece através da realização do exame norte-americano de Licença Médica, o USMLE – United States Medical Licensing Examination que é dividido em três partes que avaliam seus conhecimentos adquiridos no curso de medicina, a residência médica exercida pelo aluno em seu país e a prática de manejo do paciente e fluência do inglês. Fora o exame, o aluno também precisará de uma gama de documentos de informação pessoal, profissional, pesquisa, experiência, publicações, personal statement, cartas de recomendação e uma lista de programas onde gostariam de fazer residência.

No caso das publicações, eles pedem que comprovem a autoria de artigos e pesquisa realizados sobre assuntos médicos durante seu tempo de estudo. Isso inclui artigos, participação em congressos e possíveis livros que participou ou escreveu.

No caso das cartas de recomendação, o sistema pede quatro cartas e seria importante que elas sejam de médicos norte-americanos. Há todo um critério para a seleção e os médicos de lá têm maior credibilidade para o processo de seleção do que os médicos estrangeiros.

Temos também o USCE – United States Clinical Experience. A sigla se refere aos estágios realizados na área, no caso, uma opção é, além do observeship e externship, o estágio clerkship que tem maior peso que os demais.

Com todos estes documentos, o estudante poderá se inscrever no ERAS – Eletronic Residency Application System e, finalmente, consolidar seu processo de aplicação para residência médica nos Estados Unidos.

4. Residência odontológica

Imagem relacionada

Bom, assim como veterinária, os Estados Unidos não reconhecem o diploma para poder exercer a profissão lá. Ou seja, os estudantes dessa área que querem trabalhar por lá terão de tomar um outro caminho.

O primeiro passo é completar os requisitos acadêmicos e isso acontece através revalidação dos seus certificados a partir da residência odontológica. Um porém é que cada Estado norte-americano tem a sua regra para isso, e o profissional ficaria condicionado à trabalhar apenas nos Estados que possuem regras parecidas com as de onde realizou residência. Isso ocorre porque, além do exame teórico do NBDE, há mais três exames que o candidato deverá fazer dependendo do local onde deseja atuar. Sendo eles: WERB – Western Regional Examination Board, NERB – North East Regional Board CRDT – Central Regional Dental Testing.

Decidindo o local de residência, prestando os exames e sendo aprovado em todas as etapas, o candidato deve se inscrever no órgão estadual através do State Dental Board e aguardar a emissão da sua licença para trabalho.

Graduate Studies

Os dois tipos principais de Graduate Programs, cursos em nível de pós-graduação nos EUA, são o Master’s degree e o Doctoral degree. Ambos têm um processo de seleção complexo e que exige bastante preparo.

Como o processo é holístico, ou seja, procura avaliar o candidato como um todo, recomenda-se pelo menos dois anos de antecedência.

Em geral, para preparar uma candidatura completa, é necessário:
  • Pesquisar e escolher as instituições mais adequadas;
  • Fazer um cronograma com prazos e documentos exigidos por cada instituição;
  • Fazer os testes exigidos — GRE ou GMATTOEFL ou IELTS;
  • Preencher formulários de inscrição e formulários complementares;
  • Escrever as redações (cartas de motivação e/ou plano de estudos);
  • Providenciar documentos como: cartas de recomendação, históricos escolares, documentos de comprovação financeira e demais documentos específicos requeridos pela instituição;
  • Obter traduções juramentadas ou certificadas de todos os documentos.

Como as exigências de documentos e provas podem variar de uma instituição para outra, é importante ver os requisitos específicos de cada uma.

Quem está procurando um Graduate Program pode levar os seguintes critérios em consideração:
  • Área de interesse de estudo;
  • Localização e tamanho da instituição;
  • Custo e possibilidade de bolsa de estudos;
  • Corpo docente e número de publicações feitas por eles.

Além disso, a análise do perfil acadêmico de cada universidade vai envolver fatores bastante variados.  Nesses casos é importante pesquisar sobre professores e/ou grupos de pesquisa com os quais o aluno gostaria de trabalhar, bem como os tipos de recursos e estrutura disponíveis no campus para permitir esse tipo de trabalho.

O candidato pode encontrar essas informações explorando os sites das universidades.

Eles trazem não só informações completas sobre as exigências para admissão, mas também detalhes sobre a vida no campus, perfil dos alunos, oportunidades acadêmicas e extracurriculares, etc.

Agora que você tem uma noção melhor de como candidatar-se a um Graduate Program, aproveite nossos outros serviços disponíveis para te ajudar:
  1. Você pode assistira uma palestra com um de nossos orientadores, para ter um panorama do processo de candidatura;
  2. Ou você pode agendar uma orientação individual, para aprofundar as suas dúvidas mais específicas, estruturar seus próximos passos e obter um apoio mais personalizado para o seu processo.

Masters of Business Administration

Nos Estados Unidos, o MBA é um programa de mestrado, de um ou dois anos.

Por isso, ele é bem diferente do que chamamos de MBA no Brasil, porque aqui eles costumam ser cursos de pós-graduação lato sensu.

Um dos grandes destaques desse tipo de programa é a diversidade de pessoas na sala de aula e no campus.
  • As universidades chegam a ter 30-40% de alunos internacionais.
  • Esses alunos vêm de todos os continentes e de diferentes áreas profissionais.
  • A cultura de sala de aula nesses programas é extremamente global e colaborativa.

Toda essa diversidade enriquece muito as conversas e discussões dentro e fora da sala de aula. Muitas pessoas também procuram um MBA para mudar de profissão, o que é completamente possível.

Outro grande diferencial em comparação aos programas no Brasil é passar a fazer parte do Alumni Network (grupo de ex-alunos) de milhares de pessoas depois de terminar o curso.

Existem alguns tipos diferentes de MBA, dependendo do tempo de experiência profissional e/ou propósito do(a) aluno(a) internacional:
  • Full-time;
  • Executive;
  • Global / Cross Continent Executive.

A grade curricular é dividida em core classes (que são obrigatórias) e disciplinas eletivas. O formato da aula muitas vezes é baseado em Case Studies, além de palestras e aulas teóricas.

A flexibilidade para escolher as eletivas ajuda o(a) aluno(a) a focar na sua área de concentração ou especialização. Alguns exemplos, dentre dezenas de outras opções, são:

  • Empreendedorismo;
  • Private Equity;
  • Consultoria;
  • Mercado Financeiro;
  • Mercado de Luxo.

Essa áreas são escolhidas de acordo com o plano de carreira do(a) aluno(a) para que ele(a) possa ingressar no mercado de trabalho com uma maior taxa de sucesso no final do programa.

Além de eletivas, muitas universidades oferecem:
  • A chance de participar de projetos de consultoria nos EUA ou no exterior com empresas globais;
  • Intercâmbio com outras universidades;
  • Dupla diplomação;
  • Estágios de verão;
  • Programas focados em liderança;
  • Programas com prêmios para começar sua própria empresa.

Isso tudo além de atividades oferecidas dentro do campus, como os student clubs.

Os requisitos mínimos para fazer um MBA geralmente são:
  • Nível superior (graduação de pelo menos 4 anos);
  • De 3 a 5 anos de experiência profissional,
  • Inglês avançado ou fluente.

Alguns programas também buscam pessoas com experiência com foco internacional e evidência de liderança no seu background.

A concorrência para as vagas nas universidades que são consideradas Top Business Schools nos rankings mundiais é muito alta. Por isso, é extremamente importante que o candidato comece a se preparar para sua candidatura com um ano de antecedência.

Além disso, as escolas procuram perfis específicos. Portanto, é fundamental traçar uma estratégia e conhecer bem as que você pretende aplicar.

Por exemplo, existem programas em universidades menores ou menos conhecidas que são consideradas experts em algumas indústrias. Programas focados em indústria de energia, marketing esportivo, terceiro setor ou recursos humanos são alguns exemplos.

Neste caso, se candidatar para programas mais alinhados com sua experiência e seus objetivos profissionais lhe darão melhores chances de ser aceito.

Para o processo de admissão será necessário:

  • Fazer prova do GMAT ou GRE (mede suas habilidades quantitativas, verbal, de redação analítica e raciocínio integrado);
  • Fazer o TOEFL ou IELTS (conhecimento de inglês);
  • Traduzir o histórico da faculdade e/ou pós-graduação;
  • Enviar seu currículo;
  • Pedir duas cartas de recomendação;
  • Preencher o online application;
  • Escrever essays pedidas por cada universidade.

No ano passado, convidamos a representante da Yale School of Management para falar um pouco sobre o processo de admissão. No post, ela fala sobre cada um desses itens do ponto de vista de uma universidade.

Em relação a financiamento, algumas universidades oferecem empréstimos para alunos internacionais admitidos com e sem co-signer americano.

Existem ainda diversas bolsas por mérito acadêmico.

Os critérios incluem as notas da faculdade e os resultados do GMAT/GRE e TOEFL, além de motivação e experiência demonstradas nas demais partes do application.

Durante o programa de MBA, não é permitido trabalhar a não ser em um estágio de verão, que pode ser remunerado.

No entanto, depois de terminar o seu programa, o visto de estudante permite que você permaneça nos EUA por mais um ano se você conseguir uma vaga de trabalho.

Isso permite que, no final, você volte ao Brasil com seu diploma de MBA e ainda experiência profissional internacional.

Existem muitos motivos para fazer um MBA nos Estados Unidos.

O importante é escolher as universidades que vão proporcionar a melhor experiência acadêmica e dar as ferramentas para você atingir seus objetivos profissionais.

Você pode começar a sua pesquisa usando o GradSchools.com, e também agendar uma Orientação Individual para ajudar a traçar o seu perfil, montar uma estratégia e obter auxílio com os outros passos do application.

[Women’s Achievement Month] Anunciadas as primeiras brasileiras bolsistas da Fundação Lemann na USC

usc
Bolsistas Luciana Campos e Liziane Silva

A University of Southern California anunciou as primeiras bolsistas brasileiras a receberem bolsas da Fundação Lemann para o Master of Science in Social Entrepreneurship Program. Elas iniciarão o curso no segundo semestre de 2018.

Congratulations, girls!

Luciana é articuladora do IPTI – Instituto de Pesquisa em Tecnologia e Inovação, cuja sede fica no município de Santa Luzia do Itanhy – SE.

Liziane é fundadora e CEO da Ink, uma empresa social especializada em gestão de projetos sociais, com sede em São Paulo – SP.

usc 2

 

MBA: O Caminho Para o Sucesso?

Graduação, pós-graduação, inglês, MBA. Seja qual for o seu objetivo, haverá um evento em São Paulo para ajudá-lo nos próximos meses. Com isso em mente, pedimos aos organizadores do Access MBA e do Access Masters que nos contassem por que o MBA pode ser ideal para você e como eles podem ajudá-lo a chegar lá. Confira:

Interessado em um MBA?

O Access MBA faz a ponte entre os executivos de negócios e os programas de MBA de elite de todo o mundo através de reuniões individuais personalizadas entre um potencial candidato ao MBA e os Diretores da Área de Admissões.

O Access MBA Tour voltará a São Paulo em 18 de março.

O evento reunirá as melhores escolas internacionais de negócios da Europa e da América do Norte, bem como prestigiadas instituições locais.

O Tour do Access MBA apresenta 125 escolas de negócios internacionais e ocorre em 34 cidades de todo o mundo.

Data: São Paulo, 18 de março

Horário: Das 9:30 às 15:00 (com convite)

Local: InterContinental Sao Paulo, Alameda Santos, 1123

mba-1

A cada ano o Access MBA Tour dá a milhares de executivos a oportunidade de conhecer representantes de algumas das melhores escolas internacionais de negócios do mundo de forma individual. Descubra mais sobre o que uma graduação em MBA pode fazer pela sua carreira falando com especialistas em educação em negócios.

Vivemos em tempos incertos, com crises causadas por políticas governamentais duvidosas, guerras, má gestão financeira e volatilidade contínua nos mercados de commodities e bolsas de valores. A incerteza é estressante. Ele invoca o medo e arrasta as pessoas e empresas para fora da zona de conforto. Em muitos casos, ela é classificada como um evento negativo, seja pessoal ou empresarial. Mas, como em tudo, há um outro lado da moeda. A incerteza pode ser ao mesmo tempo um desafio e uma oportunidade.

crisis-management

As empresas que consideram a incerteza como uma oportunidade sabem como prever, enfrentar e aproveitá-la. Quando finalmente emergem, fazem isso como líderes de mercado com os seus novos produtos, suas novas estratégias ou políticas. A incerteza pode, é claro, levar a grandes avanços, aumento de confiança e crescimento.

É por isso que, nos tempos incertos atuais, as empresas precisam de líderes e gestores cuja mentalidade seja ajustada para ver a incerteza como uma oportunidade, e não um risco. Um formando com um MBA é exatamente essa pessoa.

crisismanagement_19

Por que um MBA é tão importante em tempos de incerteza?

Um MBA ensina você a pensar estrategicamente sobre a sua área ou indústria dentro de um contexto mais amplo do um mundo dos negócios. Contabilidade financeira, economia gerencial, estratégia, marketing e gestão de cursos de marketing financeiro sustentam suas novas capacidades. Estudar em um MBA o ensina a falar a linguagem dos negócios. Ele ajuda você a enfrentar os problemas que surgem no mundo real dos negócios, sem fugir deles.

challenge

É por isso que, além de habilidades técnicas e interpessoais, os cursos de MBA são de valor inestimável pelo foco que puseram em ensinar várias técnicas de resolução de problemas, fornecendo aos participantes um conjunto de ferramentas risco, com diferentes abordagens que se pode usar quando confrontados com um problema. A metodologia de resolução de problemas ensinada durante o curso permite que os formandos visualizem um determinado assunto a partir de ângulos diferentes e o considerem em sua complexidade.

32fcbe91b0cf1b7f43903d1c84302bc5

FAÇA A INSCRIÇÃO AGORA
PARA GARANTIR SUA VAGA