Arquivo da categoria: Undergraduate Studies

Graduação nos EUA

Quais provas de admissão eu devo fazer?

O processo de candidatura para programas de graduação e pós-graduação nos EUA é holístico, mas existem alguns critérios objetivos que são levados em consideração e medidos através de provas (standardized testing).

Dependendo da universidade e do programa de estudo, as exigências de prova podem variar muito, bem como o peso delas na avaliação da sua candidatura.

Por isso, é importante que você pesquise com cuidado e entenda as exigências das universidades para as quais você vai se candidatar para que, assim, você possa fazer a prova mais adequada a esses requerimentos e também às suas preferências.

Continuar lendo Quais provas de admissão eu devo fazer?

Ciência sem Fronteiras: graduação-sanduíche

Quem sonha com a experiência acadêmica internacional nos Estados Unidos e não pode arcar com todos os custos tem uma excelente chance de realizar esse sonho pelo programa com a bolsa do governo!

O programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional.

Os benefícios incluem:

Quem quiser pode ver os valores dos benefícios mais detalhadamente aqui.

  • Bolsa mensal;
  • Auxílio-Instalação;
  • Auxílio material didático;
  • Passagens aéreas;
  • Seguro Saúde.

A bolsa costuma ter a duração de 12 meses, mas também pode se estender quando incluir um curso de idioma, a depender da chamada.

Parece uma excelente uma oportunidade, não? Então fique atento:

A meta do programa é passar de 100.000 bolsas, mas todos os candidatos participam de uma seleção. Quem não quer perder essa chance precisa ficar atento às chamadas e aos requisitos dos editais para não ter sua candidatura indeferida.

As exigências para todas as chamadas de graduação são:

  • Ser brasileiro ou naturalizado;
  • Ter tirado uma nota global no ENEM de no mínimo 600 pontos em exames realizados a partir de 2009;
  • Apresentar teste de proficiência em inglês no exame aceito pela instituição de destino;
  • Estar regularmente matriculado em uma instituição de ensino superior do Brasil nos cursos relacionados às áreas contempladas;

    Alunos da área de saúde devem verificar as exigências específicas de cada uma das chamadas

  • Ter cumprido com no mínimo 20% e no máximo 90% do currículo previsto para o curso no Brasil;
  • Ser homologado pela instituição de ensino superior de origem por mérito acadêmico.

Além disso, será dada prioridade aos candidatos que:

  • Receberam prêmios em olimpíadas científicas no país ou exterior;
  • Tiveram ou ainda estão usufruindo de bolsa de iniciação científica ou tecnológica do CNPq (PIBIC/PIBITI) ou do PIBID da CAPES.

But don’t panic!

Nas chamadas dos EUA, o aluno pode realizar o exame TOEFL-ITP gratuitamente através do Inglês sem Fronteiras. Para a seleção, tanto o TOEFL-ITP quanto o iBT serão aceitos.

Outra vantagem é que, aos selecionados que tiram entre 69 e 78 no TOEFL iBT ou entre 525 e 549 no TOEFL-IPT, será oferecida uma bolsa para realizar treinamento prévio de inglês de curta duração.

O prazo para inscrição nas chamadas nº 180/2014 e 196/2014, específicas para graduação-sanduíche nos EUA, vai até 29 de setembro, então não perca tempo, leia os editais e inscreva-se aqui!

Se você ficar com dúvidas, qualquer interlocução com o programa Ciência sem Fronteiras, inclusive para candidatos com dificuldades no acesso ao formulário de inscrições, deverá ser realizada via protocolo do programa, no Fale Conosco.

Common Application

A chamada nº 180/2014 do programa usa uma plataforma própria do IIE (Institute of International Education) chamada de Common Application Form, para preenchimento de formulários e upload de arquivos. Embora tenham o mesmo nome, essa plataforma não é aquela que quem está aplicando diretamente às universidades americanas para graduação costuma usar, The Common Application.

O preenchimento completo e a anexação de todos os documentos obrigatórios deve ser feita até o dia 3 de novembro, mas entre 9 de outubro e 28 de outubro, serão oferecidas orientações onlines para falar sobre o preenchimento. Veja abaixo as datas:

09 de Outubro – (Quinta-Feira)- 13:30
16 de Outubro – (Quinta-Feira) -11:00
20 de Outubro – (Segunda-Feira) -13:30
22 de Outubro – (Quarta-Feira) – 15:30
28 de Outubro – (Terça-Feira) – 11:00 – ÚLTIMA SESSÃO

Para participar, basta entrar nesse link nas datas e horários específicos das orientações: http://www.watchitoo.com/show/wqi-016 e entrar no link como “Guest” (“Sign in as Guest”)

E a tradução?

Entre os documentos exigidos está o histórico escolar de graduação traduzido.

Além de apoiar o programa de várias outras formas, nosso escritório também oferece traduções certificadas de documentos acadêmicos para instituições americanas, inclusive para candidatos pelo Ciência sem Fronteiras. A diferença dessa tradução para a juramentada é que ela tem um valor mais em conta, já que é válida apenas para instituições dos EUA, ao contrário da juramentada, que é reconhecida para qualquer finalidade oficial.

Mas cuidado para não deixar para a última hora: quanto maior o prazo da tradução, menor o valor. Para mais informações, envie um e-mail com o seu documento para advising.trad@alumni.org.br

Quem já é graduado e quer fazer doutorado nos EUA também pode ter bolsa também.

Para as modalidades de doutorado pleno e doutorado-sanduíche do programa, veja mais informações!

Artigos para ler antes de partir

Nos meses de junho e julho, os alunos que foram aceitos a programas de graduação nos EUA já estão se preparando para o começo das aulas em agosto ou setembro. Além de fazer as malas, eles terão que lidar com a expectativa de como será o tão esperado freshman year.

Por isso, escolhemos alguns artigos que respondem às perguntas mais comuns de um aluno internacional rumo ao seu primeiro ano em uma faculdade americana, desde vida acadêmica até temas do cotidiano.

Continuar lendo Artigos para ler antes de partir

Como pedir uma boa carta de recomendação

As universidades americanas costumam pedir de duas a três cartas de recomendação ao candidato. Essas cartas são usadas para entender melhor como o aluno é social e academicamente aos olhos de professores ou de outras pessoas que acompanham de perto o seu desempenho acadêmico. Daí vem o seu papel fundamental de complementar o perfil do candidato demonstrado nos históricos, notas dos testes e redações.

Uma boa carta pode fazer a diferença entre ser admitido ou não numa universidade. Em geral, as cartas são avaliadas com bastante rigor, mas existem estratégias que podem ajudar a assegurar um bom resultado.

Continuar lendo Como pedir uma boa carta de recomendação

Afinal, o que são Community Colleges?

Quando o termo Community College aparece, muitas dúvidas costumam vir junto, já que não temos um tipo de instituição correspondente no Brasil.

Então, para que servem? Qual a diferença entre um Community College e uma universidade? Quais as vantagens de cogitar também um Community College?

Continuar lendo Afinal, o que são Community Colleges?